Ads 468x60px

24/07/2011

As Conseqüências da rejeição a Cristo




Números cap. 21 vs. 4 a 6


4 - Então partiram do monte Hor, pelo caminho do Mar Vermelho, a rodear a terra de Edom; porém a alma do povo angustiou-se naquele caminho.


5 - E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egito para que morrêssemos neste deserto? Pois aqui nem pão nem água há; e a nossa alma tem fastio deste pão tão vil.


6 - Então o SENHOR mandou entre o povo serpentes ardentes, que picaram o povo; e morreu muita gente em Israel.


No Livro de Números cap. 21 vs. 4 a 6, quando lemos nos parece mais um castigo de Deus pela desobediência do povo, a velha murmuração por falta de pão e água.


Mas aqui já estão no deserto a quase quarenta anos e não tinham entendido ainda o plano do Senhor, um povo obediente e submisso que confiasse unicamente em Deus para entra na terra prometida.


Por todo esse tempo foram sustentados pelo maná que o Senhor mandava todos os dias do céu, um pão que não lhes custava nada, nem sangue nem suor, nem dor nem lágrimas, era simplesmente levantar de manhã e estava lá sobre a areia pronto para ser recolhido e assim saciar a fome. Não era como no Egito que tinha sua comida diária mas viviam em escravidão, apanhavam quando não cumpriam as metas estabelecidas por faraó, sem direito a nada somente com deveres a cumprir.


Mas desta vez a reclamação é diferente, observem a parte final do versículo 5, “e a nossa alma tem fastio deste pão tão vil”, aqui acontece o que o inimigo da nossa alma mais almeja, quando rejeitamos a graça de Deus, o maná o pão tão vil, quer dizer sem importância, que pra nada serve,observem a maneira como eles tratam o que havia os sustentado por quase quarenta anos.


Então acontece o V. 6. ” Então o SENHOR mandou entre o povo serpentes ardentes, que picaram o povo; e morreu muita gente em Israel”.


É assim que acontece conosco, quando rejeitamos a Cristo nosso Salvador o pão vivo que desceu do céu (João cap. 6, v. 35), o inimigo da nossa alma tem a oportunidade de nos ferir e até nos matar como aconteceu com o povo no deserto.


O que me entristece hoje, é que temos tudo e ainda reclamamos da vida que Deus nos proporcionou, esquecendo do sacrifício de Cristo na cruz que não nos custou nada e nos garante a vida eterna.


Que a nossa vida possa sempre estar escondia em Cristo, pois quem rejeita a Cristo Hoje será rejeitado por Ele no dia do juízo. Ah! E este juízo para a igreja esta muito próximo, será num piscar de olhos, lembre-se do arrebatamento “Maranata vem Senhor Jesus”.


Amém.






Pb. Valdinei Fernandes

Nenhum comentário:

 

Sample text

Sample Text

Sample Text