Ads 468x60px

09/06/2011

Meu sonho com o arrebatamento.


Os sonhos de que estarei falando são aqueles que ocorrem durante o sono, nada a ver com projetos ou objetivos de vida.

Por muitas vezes eu ouvi relatos de sonhos tão elaborados e cheios de reviravoltas que dariam ótimos roteiros de filmes. Os meus são tão sem noção e bizarros que logo eu percebo que estou sonhando e acabo acordando.


Um exemplo: Certa noite eu sonhei que estava pescando com o meu irmão (Sandrinho) e subitamente, sem explicação nenhuma, lá estávamos nós em uma trincheira da segunda guerra enfrentando um exército de zumbis nazistas comedores de cérebros, foi muito divertido :) mas sem sentido nenhum e logo despertei ao estranhar a situação.

Outra característica dos meus sonhos é que eu quase não me lembro deles ao acordar. No entanto, existem dois que eu devo levar comigo até o final dessa vida terrena. Antes de relatá-los, devo avisar que eles são especiais porque eu acredito que foram sonhos de Deus para minha vida. Deus tem muitas formas de falar conosco, e entre elas estão as visões noturnas (Joel 2. 28; Gênesis 31. 11 / 42.9; Mateus 2. 12 e 13).

O primeiro sonho que recebi de Deus foi bem ao início da minha fé, nele Deus me mostrou algo acerca do chamado para o ministério. Não quero entrar em detalhes por ainda haver coisas a se cumprirem, mas ele foi confirmado no culto do dia seguinte.

O segundo sonho ocorreu na madrugada de ontem (07/06/2011). Na minha mente ficaram registrados apenas alguns segundos e uma enxurrada de sensações e sentimentos. No sonho eu vivi o arrebatamento da igreja!

Eu estava em alguma tarefa cotidiana quando fui envolvido por uma luz branca e ouvi o som de uma trombeta. A sensação física foi incrível e difícil de ser comentada. Algo que ficou muito marcado foi a perda do peso dos óculos no rosto. Também me lembro do momento em que percebi que estava voando em direção aos céus.

Porém, nada se compara aos sentimentos. Uma alegria indescritível invadia a minha alma, não havia preocupações, medo, culpas, tristezas ou dores. Eu me sentia tão leve que parecia ter deixado uma âncora para trás.

Eu não vi nada além da luz, mas eu podia ouvir um lindo canto e brados de aleluias. Eu ainda me emociono ao lembrar as frases que, de alguma forma, sabia ser de anjos:

- Eis a noiva do Cordeiro!

- Bem vinda igreja triunfante!

- Conheçam a morada de Deus preparada para vocês!

Infelizmente eu despertei nesse momento, o quarto estava cheio da presença do querido Espírito Santo, demorei em conseguir conter as lágrimas.

Eu acredito que esse sonho veio de Deus, e ainda estou me acostumando com a idéia de viver com saudades do que vivi, até que venha aquele grande dia, em que poderei finalmente ver ao Senhor como Ele é.

“Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã. E o Espírito e a esposa dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha; e quem quiser tome de graça da água da vida. (sic)  Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente, cedo venho. Amém! Ora, vem, Senhor Jesus!” (Apocalipse 22. 16, 17 e 20).

Nenhum comentário:

 

Sample text

Sample Text

Sample Text